Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Posts para tu não leres* #1

por Mi ♥, em 16.05.13
*a M.

Hoje é o dia em que não queria ter sido mãe. 

É o dia em que olho para ela e penso "porque raio vieste tu complicar-me ainda mais a vida já complicada?".

É o dia em que tudo o que o meu cérebro pensa "era tão mais fácil não ter crianças por quem estar sempre a olhar, educar, desesperar..."

Em que eu acho que não tenho habilidade nenhuma nisto de ser mãe.

É aquele dia em que os meus sentimentos mais tenebrosos vêm ao de cima e eu acredito que "não quis esta bebé e nunca a vou aceitar plenamente". 

É o dia em que me esqueço de todas as coisas boas e oiço apenas o choro, ininterrupto, que me deixa descontrolada.

Aquele dia em que acredito piamente que tu sentes que eu não te amo tão plenamente como uma mãe devia amar. 

Um dia em que a razão se sobrepõe à emoção e ao sentimento e eu faço uma lista mental dos benefícios de ser mãe. E não encontro nenhum.

O dia em que acho que vieste estragar um pouco a nossa relação de perfeitos-imperfeitos, porque agora estamos os dois desgastados, stressados, sem conseguir concordar nos pontos mais importantes. 

 Hoje é o dia em que desejo ser mãe daqueles bebés de revista, ou de colos alheios, tão sossegadinhos, que dão beijinhos e abraços às mães, que obedecem, que não fazem birras e comem tudo. Que não lutam, lutam, lutam... 

Hoje é aquele dia em que me sinto a pior pessoa no mundo, por ser aquele dia. 

E é o dia em que escrevo para mim, não para ti. Porque tu só tens que saber o que acontece na maioria dos dias. E na maioria dos dias eu amo-te com um amor desmedido, irracional, cego, de Mãe. Mas hoje não.

E, mesmo que não saibas disso, desculpa-me. Desculpa ter sido esta a Mãe que te calhou... Merecias mais, meu amor... Muito melhor.





publicado às 11:49

Coisas óbvias

por Mi ♥, em 16.05.13
É óbvio que, quando já se está atrasada de manhã porque um *qualquer* mini-ser decidiu ficar acordado até às 23h e na manhã seguinte não se queria levantar, esse mesmo mini-ser vomita a cama com tosse e dá uma palmada tão grande na colher do remédio que a mãe do mini-ser tem que trocar de roupa e tomar um banho "à gato" (não há tempo para mais) só para não ir pegajosa de Rhinathiol, porque o cheiro isso já ninguém lhe tira... 

Ah, as belezas da maternidade! 


publicado às 10:50

Mensagens


SOBRE A MI

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

subscrever feeds



Mensagens

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031