Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Já vos disse que agora só sonho com isto?

por Mi ♥, em 26.06.13
Barcelona 







 
Santa Susanna
e o hotel Tahiti Playa...






Ahhhhh isto sim serão férias!!!  
E já só faltam 71 dias!

publicado às 11:19

Ficção vs Realidade

por Mi ♥, em 24.06.13
Sempre fui uma pessoa de ter muitos planos.
Eu sabia a que horas acordaria, a que horas tomaria banho, a que horas tomaria o pequeno-almoço, a que horas sairia de casa, o que faria cada dia, onde jantaria, com quem estaria, a que horas regressaria a casa, a que horas tiraria a maquilhagem, a que hora veria televisão, a que horas voltaria para a cama.

Era assim todos os dias.

E esta mudança não foi diferente. Foi inesperada, foi um "atirar-me de cabeça" como nunca antes, mas assim que tomou forma, os planos entraram em acção. 

Em duas semanas planeei uma mudança para outro país, delegação de responsabilidades várias, arrendamentos de imóveis, procura de casa no país de chegada, fiz listas do que levar e do que deixar, do que comprar na nova casa, procurei imobiliárias, legislação de trabalho, emprego para o R.

E os nossos planos eram claros: em duas semanas mudaríamos para um pequeno apartamento, em que a renda não fosse muito elevada, dormiríamos num colchão no chão e penduraríamos a nossa roupa em cabides do IKEA até comprarmos a mobília branquinha que eu sempre sonhei (um móvel por mês), iríamos jantar fora sempre que não nos apetecesse cozinhar, reservaríamos os fins-de-semana para correr a Europa e aproveitar o facto de estarmos no centro dela para visitar tudo, iríamos visitar o Louvre de novo, iríamos a Portugal de 2 em 2 meses, só porque sim, aos fins-de-semana, iríamos a Londres de TGV, e a Paris, iríamos finalmente visitar Berlin, e o campo em Auschwitz, iríamos a todos os concertos e iríamos finalmente ver os Linkin Park ao vivo, iríamos ter poucos amigos e viver em função um do outro, eu iria ler, ler, ler, iríamos ao Luxemburgo jantar durante a semana e voltar no mesmo dia, iríamos voltar para Portugal (talvez Lisboa) depois de 2 ou 3 anos.

Que irónico pensar que alguma vez planeamos tudo isto...

A M. já vinha escondidinha dentro de mim e trocou-nos as voltas. O nosso pequeno apartamento teve que ser trocado por um de dois quartos, uma sala maior, com banheira na casa-de-banho. A renda quase que dobrou de preço e escolhemos um sítio "longe do centro e da confusão". Ainda dormimos quase 6 meses no colchão no chão e pendurámos as nossas roupas nos cabides do IKEA, mas não me soube tão bem...
A mobília não pode ser comprada porque as despesas já seriam mais que o antecipado e, por isso, veio de Portugal a da minha mãe, juntamente com todas as memórias... E que eu não escolhi.
Jantamos fora (quase) sempre que nos apetece, mas temos que decidir deixar a M. com os meus pais e ficar sempre com remorsos de não estar a ser bons pais, pais responsáveis. E ficamos lisos que nem carapaus porque fazemos "vida de rico".
Aos fins-de-semana só queremos descansar e temos que nos reger por horários de refeições, horários de sestas e preocupações se "ela já comeu, ela já dormiu? se não fica chata, se não, ninguém a aguenta".
Ainda não fomos a Londres. Ainda não visitei Paris, muito menos o Louvre de novo. Vamos a portugal de 6 em 6 meses, só para os avós acompanharem o desenvolvimento da M. Berlin fica a 8h de viagem, e é muito longe para irmos num fim-de-semana com a M. E também não podemos gastar um balúrdio só numa viagem de fim-de-semana porque precisamos de isto e daquilo para a M.
Não consigo sequer pensar em visitar Auschwitz ou ler algo sobre a 2ª Guerra Mundial. Não com um bebé nos braços.
Ainda não fomos a nenhum concerto. Nem vimos Linkin Park ao vivo.
Temo muitos amigos. E se isso é positivo, também nos distrai do nosso objectivo de "viver em função um do outro"... Só vamos ao Luxemburgo de mês a mês e sempre ao fim-de-semana...
Não sabemos quando (se é que algum dia) voltaremos a Portugal. 

Don't get me wrong. 
Não culpo a M. por nada disto (se bem que pode parecer).

Culpo-me a mim, aos meus planos, à minha vida antecipada, delineada, esboçada. E à frustração quando o esboço de que tanto gostávamos não corresponde ao desenho final.

E sim, quase sempre o desenho final, a masterpiece, é muito superior ao esboço. E também o é neste caso.
Mas nunca nos esqueceremos daquele esboço, da idealização, da imaginação...

publicado às 12:23

50 factos sobre mim ... e mais alguns! #1

por Mi ♥, em 21.06.13
Vi recentemente um vídeo com a tag "50 factos sobre mim" e, se inicialmente achei que eu não teria 50 coisas a dizer sobre mim, agora não consigo parar!!!

Fiz as 50 e mais algumas, e a lista não pára...
E soube tão bem extrapolar isto tudo...

50 factos sobre mim e mais alguns!!!

1 - Já fiz uma ondulação que correu mal.
2 - Não retiro as cutículas.
3 - Adoro praia, mas não gosto de nadar no mar.
4 - Não gosto do meu nariz. Quando me rio, fica torto.
5 - Quando era pequenina, queria ser escritora de livros infantis e escrevi alguns contos que nunca mostrei a ninguém.
6 - Queria ter tido um menino. Mas agora estou rendida ao mundo encantado das princesas!
7 - Tenho pavor de aranhas.
8 - Já pintei o cabelo de vermelho vivo, cor-de-rosa, beringela, e quase loiro.
9 - Já usei meias calçãs de cores fluorescentes (rosa, azul e verde) com os cachecóis a combinar.
10 - Era a melhor aluna de Fiosiologia da minha turma do 10º ao 12º ano.
11 - O primeiro livro que me lembro de ler foi "Os Filhos da Droga" de Christiane F. O segundo foi "O diário de anne Frank".
12 - Já visitei a casa de Anne Frank, na Holanda.
13 - Já viajei 2.000km para fazer uma entrevista.
14 - Já namorei com dois rapazes ao mesmo tempo, enquanto não tinha coragem para acabar com um deles.
15 - Já tive uma depressão não curada.
16 - Nunca experimentei um cigarro. Odeio o cheiro, o aspecto, tudo!
17 - Não consigo ver ninguém a vomitar, incluindo a M. Prefiro limpar 300 cócós do que 1 vomitado. Vomito logo a seguir.
18 - Não sou boa em nenhum desporto. Sou completamente descoordenada e fico sempre cheia de vergonha quando não consigo seguir sequer uma coreografia de aeróbica!
19 - Já fui operada ao joelho porque me aventurei em Hip Hop e parti a rótula e rompi o menisculo.
20 - Sou a pessoa mais distraída que conheço. Já tropecei e torci o tornozelo por estar a olhar para trás.
21 - Adorava natação, mas nunca fui muito assídua.
21 - Gostava de ter um emprego em que lidasse com o público e em que pudesse escrever.
22 - Já tive um blog que apaguei.
23 - Já fui presa por conduzir sem carta.
24 - Os meus cadernos da escola (até ao 7º ano) estão encapados com fotos do Leonardo DiCaprio e Nick Carter dos BB.
25 - Eu já escrevi uma carta de amor.
26 - Adoro cerejas.
27 - Já tentei ser vegetariana, duas vezes. E já fui parar ao jospital por causa disso.
28 - Já chorei ao pedir asinhas de frango na PizzaHut com pena da galinha que abrigou os seus pintainhos naquelas asas (só depois me lembrei que os frangos não devem ter tido pintinhos...).
29 - Sou muito sociável e, mesmo que queira manter-me afastada, não consigo não fazer novas amizades.
30 - Detesto o "silencio constrangedor". Por isso, faço sempre de "bobo da festa".
31 - Eu já "fui declarada" anti praxe. Na verdade, só não gostei daquelas praxes, do meu curso.
32 - Eu já me defendi em frente a uma audiência de mais de 50 pessoas.
33 - Já fiz trabalhos escolares sobre temáticas controversas.
34 - Sou contra o aborto.
35 - Não gosto de ver filmes de terror.
36 - Não consigo controlar-me nas compras. Se gosto de duas coisas e não consigo escolher a minha preferida, trago as duas.
37 - Adoro ir ao cinema.
38 - Não gosto de nenhuma bebida alcoolica em especial. Aliás, só bebo vinho para "ficar bem na pintura".
39 - Já li mais de 100 livros antes de casar.
40 - Casei-me aos 20 anos por opção. E não me arrependo (quando não estou com crises existenciais).
41 - Já vivi um mês na China.
42 - É muito raro retirar a maquilhagem antes de dormir. Ou retirar a maquilhagem, ponto.
43 - Já tive extensões no cabelo e trabalhei um Verão inteiro para as pagar.
44 - Já gastei mais de 300€ duma só vez numa loja.
45 - Já fugi de casa a meio da noite e pedi à minha irmã para não contar nada aos meus pais.
46 - As minhas melhores amigas chamam-me Mi. A minha família chamava-me Mimi e fui gozada na escola quando a minha irmã fez o favor de me chamar assim em público (com o fatídico "Mimi apita aqui"...)
47 - O meu avô morreu com câncro há 1 ano e 4 meses e eu ainda não acredito que é verdade.
48 - Não me dou muito bem com a minha sogra. Mas adoro o meu sogro.
49 - Tenho muito medo de ser uma mãe irresponsável e pouco preocupada.
50 - Já fui bastante activa e empreendedora.

- Já viajei na Ryanair mais de 20 vezes.
- Adoro receber presentes.
- Já me ri quando o R. quase morreu engasgado com um amendoim. Foi um amigo que o salvou.
- Os meus livros preferidos (se é que há livros preferidos) são da Agatha Christie.
- Admito: sou fã do Harry Potter. E do Twilight. Kill me now.
- Sou viciada no Instagram e Facebook.
- Tiro o verniz com os dentes mais vezes do que com acetona.
- Detesto falar ao telefone/telemóvel.
- Sou mais que mãe da minha irmã. E completamente a personalidade oposta.
- Perco a paciência e amuo muitas vezes.
- Não dou valor suficiente àquilo que tenho.
- Sou muito desorganizada.
- Já trabalhei numa multinacional, numa PME e numa instituição pública. E por conta própria.
- Penso demais nos outros do que em mim. Não sou egoísta suficiente.
- Vi todas as temporadas existentes do Glee.
- Sou muito indecisa. E não consigo tomar uma decisão e esquecer, tenho que repensá-la 30.000 vezes, de todos os ângulos possíveis.
- Arrependo-me muito. Demais. E, a maior parte das vezes, arrependo-me de me ter arrependido.
- Não gosto da cor dos meus dentes. Apesar de já me terem dito que é de família e o amarelado voltará, quero fazer um branqueamento.
- Detesto sauna, sufoca-me! Mas adoro massagens.
- Já tentei mais de 10 dietas diferentes e não consigo seguir nenhuma.
- Devia gostar mais de mim. E não gosto.
- Sou muito stressada e ansiosa.
- Não consigo fazer as coisas pela metade, ou "ir fazendo". Ou é para já, ou não é. Não há meios termos comigo.
- Faço listas para tudo: de compras, de coisas a levar de férias, de tarefas, planos, orçamentos, menus semanais... Normalmente, não sigo nenhuma.

publicado às 14:49

You and food

por Mi ♥, em 21.06.13
A M. é uma criança não muito dada a birras.

Ou melhor. Ela tem os seus "ataques de caspa" de vez em quando, mas ao serem ignorados, acabam por passar muito rapidamente.

Sim, quanto a tudo o resto somos bastante capazes de simplesmente ignorar birras e choros. Normalmente quando começa a sinfonia, só perguntamos: "vais chorar? Então vai chorar para o teu quarto para não nos incomodares." ou "tens algum motivo para chorar? Então pára. Se não, quando quiseres parar, vem ter connosco." E até funciona.

Mas em relação a isto não dá: comida.



Ela comia super bem, com ajuda de Galinhas Pintadinhas e Pedros, mas comia bem. Uma grande tigela de sopa e ainda petiscava ali e acolá do que estivéssemos a comer. Até há uns dois meses atrás.

Agora recusa todo o tipo de coisas verdes, laranjas ou vermelhas (a não ser que seja massa tricolor, isso já marcha). E nem pensar em ver sequer um prato de sopa!!!

Portanto a sua dieta resume-se a:

- massa (muita massa);
- arroz (muitooo arroz);
- peixe (tudo menos bacalhau, que havia a miúda de sair ao seu paizinho);
- carne (todo o tipo, desde que não seja tipo chiclete, porque se for ela "mastiga e deita fora")
- alguns vegetais que vou conseguindo esconder no meio do arroz ou enfiar dentro da massa (ai aquels "conchinhas" vão sempre recheadas);
- fruta (normalmente de boião - shame on me - porque au naturel, só mesmo banana).

Mas sopa, N-A-D-A! A não ser na creche.
Aí come a sopa, a fruta em pedaços, os legumes - equisitóides - que juntam ao prato principal, tudinho. Em dias bons, claro está. Porque quando está com a neura, nem na creche a coisa vai.

E isto aflige-me. Muito. Porque ela era um criança super saudável, que tinha ido uma única vez às urgência com uma otite. Nada mais.

Era.

Até entrar na creche, o que coincidiu com o nascimento de uns 45 dentes (já lhes perdi a conta e começo a duvidar se a miúda tem boca para tanto dente, valha-me Deus.), com uma infecção viral que a deixou desidratada, com menos peso e a 100gr de ser internada. Coincidiu com o desinteresse completo pela sopa e tudo o que é legumes, com o espírito de independência e de "eu quero e consigo fazer TUDO sozinha" desde subir às cadeiras/sofás/tudo o que seja perigoso, a comer. Coincidiu com a tosse que nunca mais nos deixa e a nova moda do "se te meteres comigo, levas um empurrão" aos coleguinhas da creche.

Pode isto ser mais uma fase?!
Se for, é daquelas bem feias e intermináveis...

Bolas, que isto da parentalidade é mesmo difícil!!! 
Mandem-me de volta fazer os exames de chinês com a Wang.........!!!

publicado às 09:52

As férias.

por Mi ♥, em 20.06.13
As férias são sinónimo de pausa.

Pausa do trabalho. Pausa na rotina. Pausa na vida corrida e pausa na monotonia. Pausa na escrita, sem dúvidas.

O regressar é sempre estranho. É difícil habituar-nos à "nossa" rotina de novo, à "nossa" casa, aos "nossos cheiros", à "nossa vida"...

É como se nunca mais vivêssemos uma só vida, num só sítio. Estamos divididos para sempre, dois corações.

E quando a rotina, a vida (ou parte dela, sinto que o meu dia só começa realmente quando vejo aquele sorriso, aqueles olhinhos rasgados, tão felizes por me verem), para onde regressamos é tão vazia o sentimento é pior. É de ansiedade, de ansiedade esmagadora... Porque sentimos o tempo, os nossos "bons" anos a escaparem-se por entre os nossos dedos e sentimos que não fizemos nada, que não temos porque nos levantar de manhã...

Acho que finalmente percebi. Não sou eu, não é ele, e não é, definitivamente, ela. É isto. É este trabalho que me afunda, que não me satisfaz, que me faz pensar na nulidade, no insucesso.

E temos que fazer alguma coisa em relação a isso.


publicado às 15:38

Shiuuuuu...

por Mi ♥, em 05.06.13

publicado às 15:34

Sneak Peek #3

por Mi ♥, em 04.06.13
Este blog anda mesmo pela rua da amargura, desde o acidente...

Ao perder os meus saltos altos, perdi também a superioridade com que encarava a minha vida. Parece que "aqui de baixo" não consigo ver tudo de bom, que via antes...

Então está na hora de um sneak peek, uma maneira de me lembrar de algumas (poucas) coisas que têm acontecido e nunca devia esquecer... E, claro, lembrar que saltos altos não são (o único) sinónimo de being fashion. ;)  

Venha daí a vaidosice!  






Brugges with friends!
800 cervejas!

Fim-de-semana romântico planeado pelo hubby...



Após o casamento... às 15h não há como fugir!
Back to RED! 
E é especialmente disto que tenho que me lembrar mais vezes...

Just happy...

publicado às 10:41

Mensagens


SOBRE A MI

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

subscrever feeds



Mensagens

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30